INFOCUS/FILMS

 Uma série  curta metragens com histórias  para uma

nova ordem democrática, justa, solidária e horizontal.

Pandemia e Pós - Pandemia

 

Antes da pandemia já percebíamos um mundo em crise. Acumulação de riqueza, aumento da pobreza e das migrações, desigualdade social e  instabilidade política. O sistema econômico dominante exigia a redução do tamanho do Estado, reformas na previdência social e nas leis trabalhistas. 

 

​A pandemia do Covid 19 nos obriga a ver o mundo de uma forma diferente. A revalorização dos trabalhos essenciais e a necessidade urgente de cuidar destes trabalhadores que sempre foram a base da sociedade.

 

Trabalhadores produzindo alimentos, entregando pacotes, transportando mercadorias, trabalhando em hospitais, limpando ruas, dirigindo e descarregando caminhões, ou seja , suprindo todas as necessidades básicas para o mundo. 

 

Os  discursos progressistas  e humanistas renascem com maior força.

 

A economia deve estar a serviço das pessoas, e não, as pessoas a serviço da economia.

 

 

A pandemia do Covid 19 está nos obrigando a fazer o que deveríamos ter feito há muito tempo.

Grandes catástrofes também nos deixam ensinamentos.Por exemplo, um dos benefícios do Plano Marshall, após a Segunda Guerra Mundial; foi o sistema de saúde Britânico. Esta pandemia, sem dúvida, também terá seus frutos.

 

Propostas que podiam ser vistas como radicais, hoje parecem necessárias. Precisamos ser  radicalmente empáticos  e profundamente humanistas. Pode parecer utópico, mas mudanças  têm acontecido no mundo. A Espanha aprovou a renda mínima universal. No Brasil um auxilio emergencial, inimaginável antes da pandemia, abre caminho para a construção de um  amplo programa de distribuição de renda. Nos Estados Unidos, os progressistas, junto à Bernie Sanders,  tentam emplacar mudanças no sistema de saúde  e  gratuidade na educação, impensável antes da pandemia.

 

​Governos, da maioria dos países, vem implementando  tentativas de organizar, coordenar e financiar estratégias para enfrentar esta crise global. O grande capital está em silêncio. A empresa privada nunca teve o interesse, exceto em alguns poucos casos, de cuidar de seus cidadãos. O Estado joga hoje um role primordial, cuidar do seu povo. O bem não é propriedade de ninguém.

 

É tempo de pensar diferente.

Este é o norte que guia a produção dos curtas metragens deste projeto.

A idéia deste projeto é motivar as pessoas para um diálogo baseado em valores humanos.

 

Um diálogo horizontal a favor de uma democracia  representativa e do bem comum justo e solidário.

 

 

MATERIAL A SER PRODUZIDO

 

Curtas metragens com duração de 6 a 10 minutos. 

Histórias com personagens que apresentem realidades e temáticas em educação e saúde pública, migração, entre outros.

 

​Entrevistas com líderes comunitários, colonos, intelectuais, artistas, personalidades políticas, que tenham propostas e visões para uma nova ordem democrática, com o objetivo de informar e motivar o diálogo. 

EPISÓDIOS

Tempos de Pandemia e Pos- Pandemia

UM NOVO OLHAR

 

por Daniel A.  Rubio,  Março 2020

 

Em  tempos de pandemia e Pós- Pandemia precisamos re-definir quais são os serviços básicos necessários para suprir as necessidades sanitárias e suprimentos básicos, dos que permanecerão trabalhando e os outros que ficara isolados.

Gerar urgente um protocolo de segurança sanitária para os trabalhadores que farão possível os abastecimentos de suprimentos urgentes:  trabalhadores da saúde, motoristas e carregadores, entregadores, trabalhadores de supermercados, , padeiros, voluntários etc. como também segurança alimentar para os que já deixaram de receber salário, trabalhadores informais e milhões de pessoas que já antes da crise se encontravam na extrema pobreza.

 Tem gente que conseguira suportar três ou mais meses isolados em emergência sanitária e económica sem trabalhar, mais a grande maioria não vai ter condições, se não fazemos um esforço comum a crise sanitária vai trazer fome e desespero.

Ter controle de preços (e Controle de lucro) de suprimentos básicos, como alimentos, medicinas serviços médicos e artículos de primeira necessidade se torna necessário para evitar abusos e deixar fora do jogo os especuladores. 

 

É momento que toda a industria esteja ao serviço de todos, adaptando seus equipamentos para produzir coisas necessárias e negociadas com lucros decentes.

  O mundo mudou e nosso olhar tem que mudar...muitas coisas que pareciam normais já não são mais,  e isso não é ruim, estamos livres para criar novas e criativas alternativas embasados nas  prioridades de hoje.

O sistema de saúde deve estar ao serviço de todos, o sistema financeiro deve ser real e não especulativo, 

 A reorganização dos recursos acumulados pelos super-ricos se torna imprescindível.

 

Parte dos recursos  acumulados deven ser colocados a disposição da humanidade.

Hopje a necessidade de implementar uma economia realmente solidária parece ser um sentimento natural;

 

A Industria dedicada a produzir suprimentos para resolver necessidades básicas, suprimentos médicos, respiradores, mascaras, testes, medicinas, alimentos etc., psicólogos fazendo atendimento online, empreendedores tecnológicos fazendo aplicativos que resolvam  necessidades para ajudar aos outros.

 

Telemedicina com técnicos enfermeiros e médicos pagos cuidando de cidadãos remotamente salários para jovens que cuidem dos idosos e milhares de  outras ideias que estão nascendo.

 Tudo esto parece utópico mais esta aí... tudo a ser feito, com criatividade e pro-atividade, ideias provisórias que possam se tornar permanentes . Acho que temos uma oportunidade que as coisas voltem a o seu curso original. ( D.A.R)

Em cada episódio, através da lente, um lugar, um personagem, um momento, um olhar... uma história.

  • Facebook

Leia materias relacionadas

• CURTAS HOJE

Curta metragem produzido por diretoras e diretores convidada(o)s.

 

• CURTAS MUNDO

Curtas de convidada(o)s internacionais.

 

• A EXPERIÊNCIA/DOC.

Conversas virtuais com documentaristas internacionais convidada(o)s. 

 

• OPINIÃO  

Textos temáticos com lançamentos de colunistas convidada(o)s.

 

• VÍDEO ENTREVISTAS

Entrevistas com personalidades que tenham propostas para enfrentar os desafios pós pandemia.

Gênero, Saúde Pública,  Educação,             Migração Moradia Economia solidária  Renda Mínima  Discriminação

Violência urbana e rural.